O que achei do filme “Bright”

Foto promocional do filme 'Bright', mostrando Daryl e Nick

Em uma realidade alternativa, humanos, orcs, elfos e outras raças fantásticas vivem juntos na Terra. Daryl Ward (Will Smith) é um policial de Los Angeles que já foi baleado por um orc criminoso. Ironicamente, seu parceiro na patrulha é o também orc Nick Jakoby (Joel Edgerton). Daryl vai precisar deixar as diferenças de lado para investigar uma misteriosa e poderosa arma, que pode causar a destruição do mundo se cair em mãos erradas.

Lançado no penúltimo fim de semana do ano passado, “Bright” (2017) é uma produção original da Netflix cuja história tem uma boa inspiração, mas que poderia ter sido melhor aproveitada. O roteiro de Max Landis até pincela os conflitos raciais e a segregação que existe na própria Los Angeles mas, além de não mostrar toda a variedade de raças, toda a questão da convivência entre os povos fica em segundo plano diante das várias sequências de ação e frases de efeito.

Cena do filme 'Bright', mostrando Nick, Tikka e Daryl se escondendo em uma boate

Acima da média, a qualidade dos efeitos visuais é boa na maioria das sequências. Mas o destaque técnico aqui fica por conta do ótimo trabalho de maquiagem, especialmente nos personagens que são orcs. A trilha sonora é voltada para o hip-hop e o R&B e conta com nomes como Migos, Camilla Cabello, Portugal. The Man e Snoop Dogg.

Mesmo tendo grande carisma, a personalidade durona (e unidimensional) do personagem não permite que Will Smith sequer tenha oportunidade de demonstrar alguma variedade em sua atuação. Joel Edgerton ainda tem maiores possibilidades mas, como o roteiro prioriza as sequências de ação, o ator cai no mesmo problema de Smith. Por outro lado, outras performances ficaram bem caricatas e exageradas, como a Tikka de Lucy Fry.

“Bright” não chega a ser um fiasco total, mas poderia ter sido muito melhor do que é. Mas, como existe um universo bem vasto, ainda há a possibilidade de se redimir: sim, a Netflix já deu o sinal verde para uma sequência, que também contará com Will Smith, ainda sem data de estreia. Se balancearem a história e a ação, já será um grande avanço.

NOTA: 6.5 / 10

Comentários

Deixe uma resposta