O que achei do filme “Annabelle 2: A Criação do Mal”

Foto de cena do filme 'Annabele 2: A Criação do Mal', mostrando Linda segurando Annabelle na escuridão

“A Invocação do Mal” (The Conjuring, 2013) conseguiu a façanha de resgatar o fascínio do público por filmes de terror e ainda deixar margem para continuações e spin-offs. Um desses spin-offs envolve a boneca amaldiçoada Annabelle, que já ganhou um primeiro filme em 2014 (ruim, diga-se de passagem) e retornou aos cinemas na última semana, no Brasil. “Annabelle 2: A Criação do Mal” (Annabelle: Creation) chega para tentar se redimir com os fãs da franquia.

Anos depois da tragédia que tirou a vida de sua única filha, um artesão de bonecas e sua esposa acolhem meninas desalojadas de um orfanato, sob a tutela da irmã Charlotte (Stephanie Sigman). Mas, ao longo do tempo que estão morando com o casal, as meninas começam a presenciar assustadores eventos sobrenaturais, que parecem ser obra de uma das bonecas criadas pelo artesão: Annabelle.

Cena do filme 'Annabelle 2: A Criação do Mal', mostrando as orfãs e a freira se abraçando, assustadas

“Annabelle 2” não é uma sequência e, sim, um prelúdio do que se passou no primeiro longa, que também foi roteirizado por Gaby Dauberman. Felizmente, este filme tem mais êxito em sua história, apesar de fraquejar um pouco em seus momentos finais. O roteiro traz também uma boa referência à Freira, apresentada em “Invocação do Mal 2” (The Conjuring, 2016), e ainda consegue se conectar muito bem com o primeiro longa. Aqui também há alguma recorrência aos sustos, mas em menor escala — o que se mostra uma escolha acertada.

Com exceção de Stephanie Sigman, que faz Valeria Vélez em Narcos (2015), o elenco não conta com nomes muito conhecidos. Mas os fãs dos filmes de terror mais atuais logo irão reconhecer a carinha frágil de Lulu Wilson, que interpreta uma das orfãs, Linda. A atriz mirim roubou a cena em um dos longas de terror mais bem-sucedidos do ano passado, “Ouija — A Origem do Mal” (Ouija — Origin of Evil, 2016), e se sai muito bem aqui também. Mas, para o bem da imagem da atriz, seria bom que ela desse um tempo dos filmes do gênero.

“Annabelle 2” se soma aos demais filmes da franquia “Invocação do Mal” como um longa indispensável para os fãs. Sucesso de público, já arrecadou 10 vezes mais o seu orçamento (de apenas 15 milhões de dólares) em menos de um mês. Há duas pequenas cenas extras, durante e após os créditos.

NOTA: 8 / 10

Comentários

Deixe uma resposta