O que achei do filme “Corpo Elétrico”

Foto de cena do filme 'Corpo Elétrico', mostrando Elias, Wellington e Simplesmente

Elias (Kelner Macêdo) é um jovem gay nordestino de 23 anos que vive em São Paulo. Em seu dia-a-dia, ele se divide entre o trabalho em uma fábrica de confecção de roupas e encontros despretensiosos com outros homens. Com a chegada do fim do ano, a fábrica recebe mais pedidos, a jornada de trabalho aumenta e Elias acaba se aproximando bastante de seus colegas de trabalho.

“Corpo Elétrico” é o primeiro longa-metragem de Marcelo Caetano, que demonstra controle e ousadia, sem deixar que as cenas mais sensuais da película caiam na vulgaridade. O longa ainda tem direito a planos-sequência bastante interessantes, como quando os personagens andam pela rua, e uma edição de som muito bem realizada.

Cena do filme 'Corpo Elétrico', mostrando os personagens andando em uma rua, à noite

Bastante contemporâneo e evitando julgamentos, o longa mostra como o personagem Elias representa a realidade de muitos jovens. Afastado de suas origens, ele passa a desfrutar de uma vida sem muitos compromissos, aberto a novas experiências e aventuras. Por sinal, uma das aventuras rende uma das melhores sequências do longa, em uma boate, onde a drag Marcia Pantera faz uma performance fantástica, cujo figurino ainda aludiu a RuPaul’s Drag Race!

A serenidade e o carisma de Kelner Macêdo deixam claro que Elias é uma personagem bem leve, livre (e solta) e, mesmo em suas cenas mais ousadas, o ator não se mostra reprimido. Outro grande destaque do elenco é Lucas Andrade, que interpreta o espirituoso Wellington, como um contraponto ao personagem de Kelner: os dois roubam várias cenas. O elenco ainda conta com a participação de Linn da Quebrada, que aproveita uma cena para recitar seu sucesso “Talento”.

Cena do filme 'Corpo Elétrico', mostrando Kelner Macêdo

A première de “Corpo Elétrico” no Nordeste, com a presença do diretor, ocorreu no último domingo no Cinema Dragão do Mar, em uma sessão especial da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine). A exibição fez parte do 27o. Cine Ceará, que segue até o dia 11 deste mês (veja mais em http://www.cineceara.com/). O filme entra no circuito comercial brasileiro a partir do dia 17.

NOTA: 8 / 10

Comentários

Deixe uma resposta