ESPECIAL LONDRES – O que achei da peça “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”

Vou começar uma nova experiência no blog. Aos fins de semana, postarei alguma review relacionada a um tema específico, que vai variar a cada mês. Para inaugurar, o tema de Agosto será LONDRES. Espero que curtam os posts deste mês, voltados para a cultura londrina!

Foto da fachada do Palace Theatre, em Londres

“Harry Potter” é um sucesso cujo universo ainda tem inúmeras possibilidades a oferecer. Em 2013, 2 anos após o encerramento da adaptação cinematográfica dos livros do bruxo, J. K. Rowling anunciou duas grandes novidades: uma nova saga no cinema, cujo primeiro filme foi “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (Fantastic Beasts and Where to Find Them, 2016) e uma peça com uma história totalmente original, chamada “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” (Harry Potter and the Cursed Child), cuja estreia também se deu em 2016, no Palace Theatre, em Londres.

Escrita por Jack Thorne, baseada em uma história desenvolvida por ele, J. K. Rowling e John Tiffany, a história se passa logo após o último livro. 19 anos após a derrota de Voldemort, onde Harry (Jamie Glover), Hermione (Rakie Ayola) e Rony (Thomas Aldridge) já são adultos e pais. O filho mais novo de Harry, Alvo Severo Potter (Theo Ancient), sente-se deslocado diante de seus pais e seu legado. Ao mesmo tempo, Harry precisa lidar com o peso de seu passado. Será que o mundo da magia está a salvo?

Cena da peça 'Harry Potter e a Criança Amaldiçoada', mostrando Harry sentado na cama de Alvo

Embora a saga literária de Harry Potter seja excelente, não se pode dizer o mesmo da história desta peça. Na verdade, não é exatamente uma história original, apesar de ser divulgada como tal, pois recorre bastante a acontecimentos passados. É, sem dúvidas, a história mais fraca da saga e se mostra bem incoerente, especialmente com a personalidade dos personagens que já conhecemos.

O que realmente chama a atenção do espetáculo é a produção. Há sequências em que o palco gira, os figurinos são muito bons, a coreografia dos atores é bem realizada e a iluminação e a trilha sonora fazem o espectador ficar imerso na fantasia. E, claro, as magias e aparições de dementadores são um show a parte: às vezes, chega a parecer um bom show de ilusionismo.

Cena da peça 'Harry Potter e a Criança Amaldiçoada', mostrando Alvo e Scorpio em Godric's Hollow

Desde Junho de 2017, o elenco original foi substituído. Mas a performance dos novos atores não deixa a desejar, com destaque para os atores que interpretam Draco e Scorpio Malfoy, James Howard e Samuel Blenkin, respectivamente. Os dois são responsáveis pelos alívios cômicos que mais funcionam e Samuel Blenkin ainda tem a chance de brilhar com o drama de seu personagem, na parte 2. O elo mais fraco é a atriz que interpreta Gina Weasley, Emma Lowndes, que exagera bastante em suas falas.

A peça é dividida em 2 partes, com 2 atos cada. Ou seja, para ter a experiência completa, é necessário adquirir ingressos para cada parte — não é obrigatório comprar os dois ingressos de uma vez, tampouco assistir as 2 partes no mesmo dia. Mas só é realizada uma sessão por dia para cada parte e cada uma delas dura 2 horas. A procura pelos ingressos é tão grande que é necessário perseverar um pouco no site de compra para poder garantir um lugar no teatro.

Cena da peça 'Harry Potter e a Criança Amaldiçoada', mostrando Harry, Hermione, Draco e Gina discutindo

Vencedor de 9 prêmios no Laurence Olivier Awards deste ano (o Tony Awards britânico), “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” está fazendo tanto sucesso que vai migrar pra Broadway em 2018, com o elenco original. Recomendado até para quem não é fã do bruxo, o espetáculo tem tudo para repetir o sucesso de Londres em terras americanas. Para maiores informações sobre o espetáculo, acesse http://www.harrypottertheplay.com.

NOTA: 9 / 10

PS: A review foi feita com base em uma performance de Junho de 2017.

Quer ver todos os posts do Especial Londres? É só clicar aqui! Gostou da review? Quer sugerir um tema para o próximo mês? É só postar nos comentários.

Cena da peça 'Harry Potter e a Criança Amaldiçoada', mostrando Harry tranquilizando Alvo antes de sua ida para Hogwarts

Comentários

Deixe uma resposta