O que achei do single “Paradinha”, de Anitta

Capa do single 'Paradinha', de Anitta

Este é o ano em que Anitta vai focar em sua carreira internacional. E a artista começou com uma participação no single “Switch”, de Iggy Azalea, chegando a se apresentar no talk show de Jimmy Fallon nos EUA. E, agora, Anitta lança seu primeiro single solo voltado para o exterior. “Paradinha” foi lançada mundialmente na última Quinta-Feira.

A canção é quase toda em Espanhol e foi composta pela própria Anitta, que a compôs inicialmente em Português. Então, não seria estranho ouvir futuramente a versão brasileira da música. A letra é bem simples, por sinal, o que a torna perfeita para grudar na cabeça dos fãs. Mas Anitta poderia ter optado por algo um pouco mais estruturado, como em “Sim ou Não”, sua parceria com o colombiano Maluma.

Foto promocional de Anitta para promover o single 'Paradinha'

Gravada durante uma de suas visitas à Nova Iorque, a música tem influência do reggaeton e do dancehall (que são as tendências atuais) e é marcada por instrumentos de percussão que dão um ar todo tropical. A música é bem curta (2 minutos e 21 segundos), mas o número de repetições do fraco refrão chega a cansar.

Para promover a canção, Anitta lançou um vídeo, onde aparece dançando por vários locais de Nova Iorque, algo bem simples se comparado aos vídeos criados na sua fase “Bang!”. Mesmo assim, a cantora conseguiu a façanha de obter 6 milhões de visualizações em menos de 24 horas após seu lançamento. Entretanto, a canção corre o risco de ficar ofuscada uma vez que ontem foi o lançamento do EP de Major Lazer, “Know no Better”, que contém um dueto de Anitta e Pabllo Vittar, chamado “Sua Cara”. E a música é melhor que a “Paradinha”.

NOTA: 7 / 10

Comentários

Deixe uma resposta