O que achei do filme “Corra!”

Pôster brasileiro do filme 'Corra!'

Não é raro ver filmes de horror apelativos à base de histórias fracas, principalmente nos dias de hoje. Mas, de vez em quando, temos algumas surpresas agradáveis como “Corra!” (Get Out, 2017). O longa, que foi produzido com um orçamento tímido de 4.5 milhões de dólares, já é um dos maiores sucessos do ano nos EUA.

Chris (Daniel Kaluuya) é um jovem negro que é namorado de Rose (Allison Williams). A garota branca quer que o namorado conheça sua família. Ao chegar na casa da família, o comportamento dos familiares de Rose e dos empregados da casa, que são todos negros, chama a atenção de Chris. Com o tempo, ele percebe que há algo de sinistro acontecendo ali.

Foto de cena do filme 'Corra!', mostrando Chris sentado ao lado de Rose

“Corra!” é a estreia do ator e comediante Jordan Peele na direção (ele ainda acumulou as funções de produtor e roteirista). Mesmo sendo um longa de horror (e que cumpre bem esse papel), Peele aproveita o longa para fazer diversas críticas sociais, claramente sobre a questão racial: algumas delas são explícitas, enquanto outras estão espalhadas como analogias ou estão em meio à enxurrada de referências que são apresentadas.

Ao contrário de muitos filmes do gênero, o terror aqui é mais psicológico. Não há apelação gratuita para carnificina nem grandes sustos. Também não há entidades sobrenaturais ou monstros, o que torna a história toda bastante verossímil (ainda mais se considerar toda a questão étnica). Embora a história do longa apresente alguma previsibilidade, a condução é inteligente e o ritmo é bem eficiente.

Foto de cena do filme 'Corra!', mostrando Chris paralisado e chorando

A atuação dos protagonistas também merece destaque. Daniel Kaluuya está bastante expressivo nas sequências mais aterrorizantes e a química com Allison Williams também funciona. A atriz é competente e realiza uma excelente performance. Os alívios cômicos ficam por conta de Lil Rel Howery, que interpreta Rod, o amigo de Chris. Mesmo que o ator não contracene com os outros atores na maior parte do longa, sua participação é hilária.

“Corra!” recebeu 5 indicações ao MTV Movie and TV Awards, ocorrido no início do mês, e foi premiado em 2 delas. Não seria difícil ver o filme concorrendo no próximo Critics’ Choice, por exemplo. Em busca de repetir o mesmo sucesso no Brasil, o longa estreia nesta Quinta, com quase 3 meses de atraso em relação aos EUA, onde já está disponível nas plataformas digitais.

NOTA: 8.5 / 10

PS: Como de costume, eu sempre coloco os trailers dos filmes, mas o trailer deste filme entrega tantos spoilers que eu decidi não colocar. E sugiro àqueles que queiram assistir ao filme, que não assistam nenhum trailer.

Cena do filme 'Corra!', mostrando a mãe de Rose e Chris conversando

Comentários

Deixe uma resposta