O que achei do single “Malibu”, de Miley Cyrus

Capa do single 'Malibu', de Miley Cyrus

Miley Cyrus continua em busca de sua identidade na música. Depois de uma fase bastante controversa e experimental, a cantora decidiu seguir por uma linha mais minimalista e menos excêntrica. Pelo menos é o que se pode inferir de “Malibu”, single lançado ontem, que já demonstra qual o estilo que terá o novo disco de Miley.

A letra do single, composta pela própria Miley, é praticamente uma declaração de amor, provavelmente ao seu noivo, o ator Liam Hemsworth (que esteve na saga “Jogos Vorazes”). Os dois passaram um bom período separados e se reconciliaram no início do ano passado. O nome da música não é aleatório, uma vez que o casal possui uma residência milionária na cidade praiana.

Foto do ensaio de Miley Cyrus para a revista Billboard de Maio de 2017

“Malibu” é uma canção pop romântica que tem alguma influência country e ainda flerta com o indie, chegando a lembrar as músicas de Colbie Caillat. Com uma letra bastante pessoal e uma  performance bastante intimista, Miley consegue transmitir com sucesso seus sentimentos. O single foi produzido por Oren Yoel, que também esteve por trás de outra canção romântica da artista, “Adore You” (2013).

O vídeo também é bastante simples, mostrando Miley bem feliz, o que combina perfeitamente com o espírito da canção. Embora não seja tão impactante como “Wrecking Ball” (2013), este single é mais palatável e demonstra a capacidade de reinvenção da artista. E esta nova fase de Miley já está começando com o pé direito. O single já lidera as vendas no iTunes americano.

NOTA: 9 / 10

Comentários

Deixe uma resposta