O que achei de “America’s Next Top Model” – Temporada 23

Foto promocional do reality 'America's Next Top Model'

Terminou há algumas semanas a 23a. temporada do reality de modelos mais famoso do mundo: o “America’s Next Top Model”, produzido pela carismática Tyra Banks. Este ano, além de mudar de emissora, o programa teve o corpo de jurados totalmente reformulado e, para a tristeza de muitos, é a primeira edição que não é apresentada por Tyra. Mas algumas coisas não mudaram: as eliminações injustas e as decisões polêmicas ainda estão presentes.

Ainda falando das mudanças, este ano o programa se passou em Nova Iorque e contou exclusivamente com candidatas mulheres. Desta vez, a vencedora precisava ser mais do que linda; ela deveria incorporar 3 valores: liderança, negócios e marca pessoal. A premiação consistia em 100 mil dólares, participação em um comercial da empresa de cosméticos Rimmel London, um ensaio de várias páginas na revista Paper e um contrato de exclusividade com o canal VH1, que passou a transmitir o reality.

Foto promocional do novo corpo de jurados do reality 'Americas Next Top Model'

E quem compõe o corpo de jurados? Law Roach, stylist de celebridades; Ashley Graham, modelo plus-size e ativista de aceitação corporal; Drew Elliott, diretor de comunicações da revista Paper, que também atua como consultor criativo do programa; Rita Ora, atriz, modelo e cantora britânica, que também recebeu a difícil função de apresentar o reality. O programa ainda contou com a participação de Stacey McKenzie, modelo e treinadora de passarelas. Em um programa onde o estilo faz diferença, teria sido bom ver os jurados completamente (como na temporada passada), sem aquele balcão intimidador.

De cara, foram selecionadas 28 candidatas para o reality, que tiveram que passar por uma prova que eliminaria a metade delas. Um tanto difícil, a prova foi logo um “go-see“, termo utilizado na indústria da moda que significa basicamente uma audição para algum trabalho de algum estilista. Em temporadas passadas, este tipo de prova só acontecia mais para a frente. As 14 candidatas que restaram se mudaram para uma casa em Nova Iorque, onde tiveram a difícil tarefa de conviver, algo que exigia muito de personalidades tão fortes.

Montagem com as 14 candidatas da 23a. edição do reality 'Americas Next Top Model'

Certamente Rita Ora não tinha uma tarefa fácil pela frente. Substituir Tyra não é para qualquer um. Infelizmente, a apresentadora meio que foi engolida por seus colegas de maior personalidade e, apesar de visitar as garotas em um determinado episódio, manteve-se distante a maior parte do tempo. Embora Ashley Graham tenha dado conselhos interessantes, sua didática precisa melhorar muito pra chegar perto do nível de Tyra. Outro que também dava alguns conselhos rasos era Law, enquanto Drew foi um dos mais incisivo com as meninas (com certa razão), chegando ao ponto de dizer que iria pessoalmente eliminar uma delas, se ela continuasse causando problemas.

Uma coisa que não faltou nesta edição foi barraco entre as competidoras. Em praticamente todos os episódios, houve alguma picuinha ou discussão mais acalorada, com direito a palavrões e gritarias. Courtney Nelson esteve envolvida em quase todas as discussões, como “vítima”. Já Marissa Hopkins e Binta Dibba não levavam desaforo pra casa. Entre os jurados também houve alguma animosidade durante o reality, mas nada como o último episódio, com direito a uma pequena discussão entre Law e Drew.

Cena de episódio da 23a. temporada do reality 'Americas Next Top Model', em que Marissa e Stacey McKenzie discutem

Diferente da edição anterior, aqui houve alguma variedade de fotógrafos e convidados. Dentre eles, o estilista Phillip Plein foi o que mais contribuiu, fazendo as garotas se esforçarem mais e mais devido aos seus altos padrões. Entretanto, os desafios não foram tão criativos, com uma forte tendência a vídeos e fotos em movimento, o que frustrou até mesmo as competidoras. As modelos também não viajaram nesta competição, embora Courtney tenha ganho uma viagem para Orlando, para o parque da Universal, e levado India Gants junto.

As finalistas foram a focada Tatiana Price, a mediana Cory Anne Roberts e a surpreendente India Gants. Desde o começo, Tati havia deixado claro que tinha as competências de liderança e negócios, mas o que a derrubou mesmo foi a sua marca pessoal, que não despertou interesse nos jurados. Cory Anne ficou entre as piores várias vezes durante a temporada e sempre era salva (algumas vezes, injustamente). E India, que causou uma impressão ruim no início ao dizer que gostaria de viajar pelo mundo, passou a se destacar demais depois que ficou entre as piores no desafio de boxe; ela passou a ficar em primeiro ou segundo lugar em cada desafio. Dentre as 3, definitivamente, a melhor escolha era India.

Montagem com fotos de Paige e Courtney

Vale mencionar aqui outras modelos que também se destacaram positivamente. Apesar de toda a vitimização que ela apresentava, não há como negar que Courtney Nelson era uma das mais talentosas, no que diz respeito a fotos. Além disso, ela era uma das que mais estava em evidência, seja positiva ou negativamente, então seu rosto acaba ficando na memória. Outro destaque foi Paige Mobley, que tinha uma grande desenvoltura em provas com movimento e era uma das garotas mais gentis e amigáveis do elenco. Coincidentemente, a arrastada Cory Anne tomou a vaga das duas em suas respectivas eliminações.

É bastante notória a diferença desta edição de quando Tyra esteve no comando do programa. Ela chegou a dar o ar de sua graça no primeiro e no último episódios desta temporada, por breves instantes, mas bastante memoráveis. Apesar dos bons números de audiência, aparentemente Tyra não gostou do andamento das coisas e resolveu voltar a apresentar o programa na próxima temporada. Não há nenhuma previsão para a chegada desta temporada às plataformas de streaming ou canais de TV, mas ela está disponível no blog Booty Tooch, da comunidade America’s Next Top Model BR do Facebook. As legendas foram feitas por mim, rs.

NOTA: 7 / 10

Foto promocional da modelo India Gants