O que achei do filme “Um Limite Entre Nós”

Foto promocional do filme 'Um Limite Entre Nós', mostrando Troy e Rose abraçados

Nos anos 50, o gari Troy (Denzel Washington) vive modestamente com sua esposa Rose (Viola Davis) e seu filho Cory (Jovan Adepo) em Pittsburgh. Troy teve uma vida bastante difícil, carregando frustrações, e os reflexos disso são bastante evidentes em seu comportamento. Mas o mundo mudou de lá pra cá; será que Troy mudará também?

O longa “Um Limite Entre Nós” (Fences, 2016) é baseado na peça homônima de August Wilson, vencedora de prêmios como o Pullitzer e o Tony. Por sinal, a linguagem teatral está bastante evidente também nesta versão cinematográfica, com diálogos longos, poucos atores e locações. O fato é que esta adaptação é praticamente uma peça e não faz um bom uso das várias possibilidades que o cinema tem. O ritmo arrastado e maçante passa a ser aceitável, de certa forma, a partir do momento em que se analisa o longa como uma peça (o que não deveria ser o propósito).

Cena do filme 'Um Limite Entre Nós', mostrando Troy encarando Cody

Embora demonstre a realidade difícil, em meio à pobreza e às questões raciais na década de 50 nos EUA, o foco do roteiro está nas relações da família do protagonista. As situações vivenciadas por Troy e seus familiares não poderiam ser mais realistas. E, embora as ações dos personagens não sejam as mais sensatas ou corretas, é isso que os torna mais humanos, possibilitando uma grande identificação. E é isto que faz com que o espectador se envolva com o filme, seja tomando as dores de um personagem ou refletindo sobre as situações que são vivenciadas.

Como na maior parte das peças de teatro, uma grande parcela da força deste longa se deve às atuações. Denzel Washington e Viola Davis estão primorosos em suas performances, prendendo a atenção em momentos tensos e emocionantes. Os dois, inclusive, já viveram os mesmos personagens na montagem da peça original na Broadway, em 2010, e venceram prêmios Tony por suas performances. Será que repetirão a dose no Oscar?

Cena do filme 'Um Limite Entre Nós, mostrando Rose sentada à mesa

“Um Limite Entre Nós” tem estreia prevista para o dia 02 de Março, apenas. O longa recebeu indicações ao Oscar nas categorias de Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Ator (Denzel Washington) e Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis). Por sinal, Viola já vem sendo premiada na grande maioria das cerimônias e deve repetir o feito no Oscar também.

NOTA: 8.5 / 10

Comentários

Deixe uma resposta