O que achei do filme “Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos”

Pôster do filme 'Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos'

Em Junho, foi lançada nos cinemas a adaptação cinematográfica de uma das maiores franquias de games do mundo. “Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos” (Warcraft) chega com a responsabilidade de fazer jus à série de games criada pela Blizzard e, ao mesmo tempo, tem a missão de iniciar a franquia nos cinemas, agradando à sua legião de fãs e, claro, conquistando novos adeptos. Mas o roteiro do filme não colabora muito para realizar esta última tarefa.

O lar dos Orcs, Draenor, está sendo destruído por uma força mágica obscura chamada Vileza. Assim, o bruxo / warlock Gul’dan (Daniel Wu) convoca alguns dos Orcs (a Horda) para invadir o mundo de Azeroth, através de um portal criado por ele com a energia drenada dos habitantes de Draenor. O plano de Gul’dan é dominar Azeroth, utilizando a energia de seus habitantes para resgatar os demais Orcs. Ao invadir o reino de Ventobravo, o mago Khadgar (Ben Schnetzer) descobre que existe Vileza nos corpos drenados pela magia de Gul’dan. Isso também é percebido por Durotan (Toby Kebbell), um dos Orcs da horda, que teme que Azeroth tenha o mesmo destino que Draenor. Então, enquanto o reino de Ventobravo se prepara para combater os Orcs, liderado por Sir Lothar (Travis Fimmel), Durotan se prepara para confrontar Gul’dan.

Foto de cena do filme 'Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos', mostrando Durotan

Depois de muitas idas e vindas, a direção do filme caiu nas mãos de Duncan Jones, filho do cantor David Bowie. Jones passou por momentos pessoais bem difíceis ao longo das filmagens (sua esposa foi diagnosticada com câncer de mama no começo da produção do longa e seu pai faleceu ao final). Ao assumir o projeto, Jones também colaborou com o roteiro, que é o ponto mais fraco do filme, talvez por conta do momento que o diretor estava vivenciando.

O roteiro tenta trabalhar o conflito de dois pontos de vista, o dos Orcs e os habitantes de Azeroth. Quando se trata dos Orcs, os personagens, suas personalidades e suas motivações ficam bem explícitas; são as sequências mais interessantes do filme, por sinal. Já quando se trata de Azeroth e seus habitantes, o roteiro do longa peca por evitar contextualizações, sobre locais, personagens e até mesmo sobre o próprio reino de Ventobravo. Para quem já conhece a história do game (ou um RPG com classes de personagem), isso pode soar desnecessário, mas é fundamental para os não-iniciados. Consequentemente, é mais fácil se afeiçoar a Durotan do que Sir Lothar. Na verdade, não dá pra se afeiçoar a nenhum personagem de Azeroth, a menos que você já tenha jogado o game.

Cena do filme 'Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos', mostrando Sir Lothar em ação

Se o roteiro não faz um bom proveito de todo o rico material que a franquia de games dispõe, tecnicamente, o longa está num patamar bem mais elevado. Os efeitos visuais do longa são excelentes: é interessante acompanhar como a movimentação dos Orcs é fluida e como suas expressões são ricas e detalhadas (benefícios do uso do motion-capture). Os cenários em ambos os mundos também enchem os olhos. O figurino e maquiagem dos personagens é bem produzido e bastante fiel ao que se vê nos games. A trilha sonora foi composta por Ramin Djawadi (compositor dos temas na série “Game of Thrones”, incluindo a icônica abertura) e ajuda a criar expectativa em relação ao embate final, embora não seja tão memorável.

Apesar dos pesares, “Warcraft” conseguiu bater o recorde de maior bilheteria de um filme baseado em games, de acordo com a Forbes. Mesmo assim, até o fim do mês de Junho, o filme ainda não tinha conseguido arrecadar o necessário para se pagar (ponto de equilíbrio, em termos contábeis), fator que deve influenciar as possíveis continuações; não há nada confirmado até o momento, porém. Historicamente, as sequências de filmes baseados em games tendem a ser muito ruins; será que essa teoria também vai se aplicar para “Warcraft”?

NOTA: 7 / 10

>

Comentários

Deixe uma resposta