O que achei das indicações do Emmy Awards 2016

Cena da 6a temporada de 'Game of Thrones'

Ontem foram anunciados os indicados aos Emmy Awards deste ano, o maior evento de premiação de programas, séries e filmes da televisão americana. E a variedade / diversidade das indicações foi tão grande que foi possível ter algumas surpresas (e sentir algumas ausências), embora muitas das indicações já fossem esperadas.

A grande campeã de indicações deste ano foi a 6a. temporada da série “Game of Thrones”, que conseguiu angariar 23 indicações na premiação, como série de drama, roteiro e direção (esta categoria duas vezes, sendo uma delas pelo episódio “Battle of Bastards”, como esperado), e diversas categorias técnicas. Kit Harington recebeu sua primeira indicação ao Emmy, ao lado de Peter Dinklage, na categoria de ator coadjuvante; Maisie Williams também conquistou sua primeira indicação, na categoria de atriz coadjuvante, ao lado de Lena Headey e Emilia Clarke. Reconhecimento tardio, já que ambos os atores já deveriam ter sido indicados por performances mais marcantes em temporadas passadas.

Foto promocional da primeira temporada da série 'American Crime Story'

Como também já era de se esperar, “American Crime Story: The People v. O. J. Simpson” recebeu diversas (e justas) indicações como minissérie. Além da premiação principal da categoria, está triplamente indicada nas categorias de roteiro e direção. Sarah Paulson, Courtney B. Vance e Cuba Gooding, Jr. foram indicados às categorias de atores principais; Sterling K. Brown, David Schwimmer e John Travolta foram indicados como coadjuvantes. A minissérie totalizou 22 indicações e deve levar a maioria delas. Sarah Paulson ainda foi indicada como atriz coadjuvante por seu trabalho em “American Horror Story: Hotel”, juntamente com Kathy Bates. E, apesar de ganhar o Golden Globe Award no ano passado por seu papel, a “Condessa” Lady Gaga sequer foi indicada, como era de se esperar de uma premiação mais séria.

Cena da 8a temporada do reality 'RuPauls Drag Race'

Ainda falando sobre reconhecimento tardio, RuPaul finalmente recebeu sua primeira indicação como apresentador de reality, pela oitava temporada de “RuPaul’s Drag Race”. O programa ainda recebeu indicação na categoria de melhor figurino pelo icônico episódio 100. E, embora a primeira temporada de “Orphan Black” se destacasse mais do que a atual, a camaleoa Tatiana Maslany também conseguiu ser indicada como atriz de série de drama, por suas várias personagens na série. Mas concorrer com Viola Davis (pela 2a. temporada de “How to Get Away With Murder”), e Robin Wright (pela 4a. temporada de “House of Cards”) não vai ser nada fácil.

Cena da série 'Mr. Robot', mostrando Christian Slater

Mas algumas ausências também foram sentidas. Por exemplo, depois de sucessivas indicações (e até vitórias), a série “The Big Bang Theory” ficou de fora das principais categorias de comédia. Outra grande indicada em eventos anteriores, a série “Orange is The New Black” também não levou indicações individuais para seu elenco (Uzo Aduba levou um prêmio no ano passado). Por fim, a primeira temporada da série “Mr. Robot” teve indicações nas categorias de drama, mas Christian Slater não foi indicado como ator coadjuvante (o protagonista Rami Malek está indicado como ator).

É hora de fazer as maratonas para nos atualizar antes da cerimônia! Ela será apresentada por Jimmy Kimmel e ocorrerá no dia 18 de Setembro. Provavelmente, haverá transmissão simultânea pela TV por assinatura no Brasil, como de costume. Veja a lista completa dos indicados aqui (site da Veja).

Comentários

Um comentário sobre “O que achei das indicações do Emmy Awards 2016”

Deixe uma resposta