O que achei do primeiro episódio da série “Outcast”

Pôster promocional da série 'Outcast'

Depois do sucesso grandioso da adaptação de “The Walking Dead” (2010) para a televisão, que gerou inclusive uma série derivada, “Fear the Walking Dead” (2015), não era difícil prever que outros quadrinhos de Robert Kirkman seriam inspiração para novas séries da televisão. A nova aposta da Fox, “Outcast”, é baseada nos quadrinhos homônimos que vem sendo lançados desde 2014 nos EUA e teve estreia simultânea no último dia 03 em vários países, inclusive no Brasil.

O primeiro episódio nos apresenta Kyle Barnes (Patrick Fugit), um homem que vive sozinho em meio a condições precárias, visivelmente abatido, na pequena cidade de Rome, onde cresceu. Muitos na cidade o conhecem por seu passado difícil e acreditam que o comportamento violento de sua mãe se deveu a uma possessão demoníaca. Por sinal, o reverendo da cidade, Anderson (Philip Glenister) é uma referência local no assunto e foi convocado por uma família por conta de um caso em potencial. Depois de uma visita ao reverendo, Kyle fica sabendo da criança possuída e, ao encontrá-la, ambos percebem que a possessão da criança não foi por acaso.

Cena da série 'Outcast', mostrando Kyle Barnes e o reverendo Anderson

Em um primeiro episódio de uma série, é interessante dar um ritmo mais intenso para conquistar espectadores. Não foi bem o caso aqui: o episódio é bem morno, mas as cenas com a criança possuída realmente chamam a atenção. É possível perceber que a série já começou com um ótimo orçamento: os efeitos especiais, bastante presentes nessas cenas, são muitos bons.

Ainda é cedo para saber se “Outcast” repetirá o fenômeno de “The Walking Dead”, mas as expectativas dos executivos da Fox sobre esta nova série são tão grandes que uma segunda temporada foi aprovada antes mesmo desta estreia. No Brasil, a série é exibida no canal Fox1 ao mesmo tempo que nos EUA, às 00h30 de Quinta pra Sexta, e também no canal Fox, às 23h dos Domingos. Assinantes também podem ver os episódios via streaming, no Fox Play.

NOTA: 8 / 10

>

Comentários

Deixe uma resposta