O que achei do filme “Irmãs”

Pôster do filme 'Irmãs'

As atrizes e comediantes Amy Poehler e Tina Fey normalmente conseguem arrancar muitas risadas em todas as aparições que fazem, seja em séries / programas de TV, premiações ou até mesmo durante entrevistas despretensiosas. Então, a expectativa acerca de “Irmãs” (Sisters, 2015), mais recente filme estrelando a dupla, já estava alta antes mesmo da estreia. Apesar da presença delas e de várias participações especiais, o longa não cumpre o que promete.

Durante uma conversa com seus pais, a super responsável e certinha Maura (Amy Poehler) descobre que eles pretendem vender a casa onde cresceram, em Orlando. A fim de impedir que eles concretizem a venda, ela decide viajar com sua irmã maluca e inconsequente Kate (Tina Fey) para lá. Tarde demais: os pais já estão fechando o negócio e pedem que elas façam uma limpeza e desocupem seus quartos. Frustradas, elas decidem dar uma última festa na casa, para relembrar os velhos tempos. Mas a festa acaba saindo do controle!

Foto de cena do filme 'Irmãs', mostrando Maura e Kate na festa

Embora a ideia de dar uma festa sem precedentes (uma temática um tanto batida) seja mais comum em filmes onde os personagens são adolescentes, aqui as protagonistas são duas adultas; Kate, inclusive, tem uma filha. A comédia começa de forma bem despretensiosa e é necessária alguma paciência, pois leva algum tempo até que as duas irmãs decidam dar a tal festa. O primeiro ato se estende demais e, mesmo com protagonistas carismáticas, as piadas não provocam mais do que alguns sorrisos contidos. Por sinal, algumas dessas piadas resultam em sequências um tanto apelativas, como a que envolve uma caixinha de música de bailarina.

Se a comédia deixa a desejar no que diz respeito ao roteiro, não se pode falar o mesmo sobre a produção. Além dos bons efeitos, o filme se passa em várias locações com cenários diversificados e é bastante colorido. “Irmãs” também tem uma boa trilha sonora, mas deveriam ter sido escolhidas músicas mais populares para se tocar durante a festa. Uma curiosidade: embora a tal casa do filme se localize em Orlando, quase todas as filmagens ocorreram no estado de Nova York.

Cena do filme 'Irmãs', mostrando Tina Fey e John Cena na festa

Amy Poehler e Tina Fey estão em sintonia, como se realmente fossem irmãs, e fazem o melhor que podem com as piadas que o roteiro lhes dá. O interesse amoroso da personagem de Amy é interpretado por Ike Barinholtz, da série “Projeto Mindy” (The Mindy Project), que é carismático e consegue fazer uma boa dupla com ela. O filme também tem a participação de outros atores de comédia como John Leguizamo e Bobby Moynihan, mas Maya Rudolph, que esteve em “Missão Madrinha de Casamento” (Bridesmaids, 2011), é quem tem as cenas mais engraçadas como Brinda, uma ex-amiga das protagonistas que é rica e metida. Além deles, o gigantesco lutador da WWE John Cena também faz uma ponta e não deixa a desejar.

Cena do filme 'Irmãs', mostrando John Leguizamo e Maya Rudolph na festa

O filme foi indicado ao Critics’ Choice deste ano nas categorias de Melhor Comédia e Melhor Atriz de Comédia (Tina Fey), mas não levou nenhuma delas, merecidamente. Embora esteja recheado de talentos da comédia, “Irmãs” é um tanto frustrante para aqueles que estavam acostumado com Amy na série “Parks and Recreation” ou Tina em “30 Rock — Um Maluco na TV”. Mas essa dupla acaba sendo interessante de se assistir, mesmo diante de um roteiro fraco.

NOTA: 7 / 10

PS: A versão a que assisti foi a Unrated (Sem Cortes), que contém cenas estendidas e piadas mais grosseiras, que não foram exibidas no cinema.

>