O que achei do primeiro episódio de “American Crime Story” — Temporada 1

Pôster da 1a temporada da série 'American Crime Story'

Na última semana, estreou na TV americana (um dia depois, na TV brasileira) “American Crime Story”, alardeada como a nova série de Ryan Murphy e Brad Falchuk. Seguindo o formato de antologia, como “American Horror Story”, a ideia é reproduzir a história de um crime real por temporada. Esta, chamada de “The People v. O.J. Simpson” (O povo contra O.J. Simpson), já começou muito bem e provavelmente vai fazer muito sucesso.

O primeiro episódio já vai direto ao ponto, mostrando a cena do crime e o mote da temporada. O famoso ex-jogador de futebol americano e ator O. J. Simpson (Cuba Gooding, Jr.) está sendo acusado do assassinato de duas pessoas, dentre elas a sua ex-mulher, Nicole. Para defendê-lo das acusações, ele contrata o advogado Robert Shapiro (John Travolta) que tem um desafio enorme, pois as evidências contra seu cliente são gritantes. Enquanto ele e o melhor amigo de Simpson, Robert Kardashian (David Schwimmer), estão tentando cuidar dele, a promotora Marcia Clark (Sarah Paulson) começa a se envolver pessoalmente para que a justiça se cumpra.

Cena da série 'American Crime Story', mostrando Cuba Gooding, Jr. como O. J. Simpson

Este crime ocorreu em 1994 e o seu controverso julgamento foi amplamente divulgado pela mídia na ocasião. Ao fim desse julgamento, Simpson foi absolvido do crime. Considerando o que foi apresentado neste primeiro episódio, é bem possível que, quase 20 anos depois, o público volte a se dividir entre os que acreditam na inocência de Simpson e os que gostariam de vê-lo condenado. A série vai se basear no livro escrito por Jeffrey Tobbin, “The Run of His Life: The People v. O. J. Simpson”, e o roteiro deste primeiro episódio foi escrito por Scott Alexander e Larry Karaszewski, que também são os principais responsáveis pela série (Murphy e Falchuk são produtores executivos).

Mérito da equipe de produção, os cenários, a trilha sonora, a maquiagem e os objetos automaticamente transportam o espectador para os anos 90. E, para um primeiro episódio, as atuações já foram impressionantes: Sarah Paulson, camaleônica, não lembra nenhuma de suas personagens passadas; ela já ditou o tom durão de Marcia, que deve ser a principal antagonista de Simpson. Falando nele, Cuba Gooding, Jr. esteve excelente. Em um único episódio, ele conseguiu demonstrar que Simpson é altamente instável, alternando entre a serenidade, a raiva e a depressão de forma muito convincente. David Schwimmer (o Ross de “Friends”), que estava afastado das grandes séries, voltou em grande estilo, fazendo o papel do patriarca da família Kardashian (o que deve atrair muitos fãs das socialites). Schwimmer tem ótimos momentos neste primeiro episódio, principalmente ao lado de Gooding, Jr.

Foto de Sarah Paulson caracterizada como Marcia Clark, na série 'American Crime Story'

John Travolta está bem, embora tenha uma aparência altamente plástica e, por causa disso, não consiga usar as expressões a seu favor, uma pena. A série também deve contar com a participação de vários outros artistas, que não puderam demonstrar seu potencial neste início de temporada. Mas já foi possível ver Selma Blair como Kris Jenner e tive a surpresa de ver a dançarina Asia Monet Ray fazendo o papel da filha de O. J. Simpson. Pra quem não sabe, Asia surgiu na competição “Abby’s Ultimate Dance Competition”, participou da 3a. temporada de “Dance Moms” e logo ganhou sua série própria (já cancelada), “Raising Asia”.

Esta primeira temporada de “American Crime Story”, aparentemente, não vai ter nada a ver com nenhuma outra série de Murphy, o que é algo bom; não seria interessante abordar este assunto com piadinhas e brincadeiras. Se os próximos episódios da série seguirem o (alto) padrão já estabelecido por este primeiro, temos um grande candidato aos prêmios de série dramática. A série está sendo transmitida pelo canal FX às 22h30 das Quintas-feiras, no Brasil.

NOTA: 9,5 / 10

Foto de cena da série 'American Crime Story', mostrando David Schwimmer e John Travolta caracterizados como seus personagens

Comentários

Um comentário sobre “O que achei do primeiro episódio de “American Crime Story” — Temporada 1”

Deixe uma resposta