O que achei dos Critics’ Choice Awards 2016

Foto do evento Critics' Choice Awards 2016, mostrando o diretor Adam McKay beijando Christian Bale no palco

Como eu já tinha dito, começou a temporada de premiações. Semana passada, tivemos os Golden Globes e, no último domingo, ocorreu a entrega dos Critics’ Choice Awards. Os Critics são prêmios entregues pela Broadcast Film Critics Association (BFCA) e pela Broadcast Television Journalists Association (BJTA). A cerimônia teve quase 3 horas e foi bem movimentada: além de anunciar os 52 vencedores (28 para cinema e 24 para televisão) e entregar 2 prêmios especiais, o público pôde votar em uma categoria nova, “Most Bingeworthy” Series (algo como “série ideal para se fazer maratona”), ao longo da cerimônia. Esta categoria foi vencida pela série Outlander.

A premiação foi apresentada pelo ator/comediante T. J. Miller, que poderá ser visto em “Deadpool”, com a participação especial de William Shatner, o eterno Capitão Kirk da série “Jornada nas Estrelas” (Star Trek). Embora não tenha sido constrangedor como Ricky Gervais nos Golden Globes, a maioria das piadas de Miller não teve graça alguma e ele se estendeu demais em algumas. Ele mesmo brincou com isso, depois que Amy Schumer respondeu a uma de suas perguntas com uma piada: “Não seja mais engraçada que o apresentador”! Depois dessa, já estou receoso com sua presença em “Deadpool” (que estreia no mês que vem).

Foto do evento Critics' Choice Awards 2016, mostrando Kirsten Dunst agradecendo por seu prêmio

No campo da TV, as maiores vencedoras foram as séries “Fargo” e “Mr. Robot”. Ambas deixaram de ganhar apenas 1 dos prêmios a que foram indicadas e levaram o principal prêmio de suas categorias (“Fargo” recebeu o prêmio de Melhor Minissérie e “Mr. Robot”, Melhor Série de Drama). Desta vez, não havia Lady Gaga para tomar o prêmio de melhor atuação de Kirsten Dunst. Entretanto, Taraji P. Henson perdeu o prêmio de Melhor Atriz de Série de Drama para Carrie Coon, pela série “The Leftovers” (aqui, “Empire” foi categorizada como série de drama).

O grande campeão de indicações e prêmios foi “Mad Max: Estrada da Fúria” (Mad Max: Fury Road), levando 9 dos 13 prêmios a que concorria, incluindo o de Melhor Direção, para George Miller. Mas o Melhor Filme, para os críticos, foi “Spotlight: Segredos Revelados” (Spotlight), que ainda levou Melhor Roteiro Original. Os prêmios de atuação na categoria de drama foram praticamente os mesmos dos Golden Globes, com exceção da categoria Melhor Atriz Coadjuvante, que premiou Alicia Vikander, por “A Garota Dinamarquesa”. Os filmes “Perdido em Marte” (The Martian), “Ponte dos Espiões” (Bridge of Spies) e “Carol” saíram de mão abanando.

Foto do evento Critics' Choice Awards 2016, mostrando Amy Schumer recebendo seu prêmio especial

Assim como nos Golden Globes, não deu para o Brasil. Na única categoria onde um representante brasileiro concorreu, Melhor Filme Estrangeiro, “Que Horas Ela Volta?” perdeu o prêmio para o húngaro “O Filho de Saul” (Saul Fia), que também é favorito para levar o Oscar. “Divertida Mente” (Inside Out) levou Melhor Animação e “Amy” levou Melhor Documentário. Sam Smith foi derrotado por Wiz Khalifa e Charlie Puth na categoria Melhor Canção Original, pela música “See You Again”, de “Velozes e Furiosos 7” (Furious 7)  o que eu não gostei. Amy Schumer foi homenageada com o Critics’ Choice MVP Award, principalmente por ter estado em grande evidência no ano passado. O seu filme, “Descompensada” (Trainwreck) foi considerado o Melhor Filme de Comédia. Eu não o acho melhor que “A Espiã que Sabia De Menos” (Spy), mas acho que os críticos americanos atualmente preferem filmes onde comediantes ficam refletindo sobre a vida ao invés de contarem piadas.

Apesar da presença de T. J. Miller, esta premiação foi mais divertida que os Golden Globes. A participação de William Shatner, a introdução de Judd Apatow ao Critics’ Choice MVP Award de Amy Schumer e o discurso de Jacob Tremblay, o garotinho do filme “O Quarto de Jack” (Room), fizeram com que a premiação ganhasse algum ritmo. Christian Bale também aprontou, tascou beijos em vários colegas do filme “A Grande Aposta” (The Big Short), que levou prêmios como Melhor Roteiro Adaptado. Ainda temos mais eventos pela frente: o próximo será o Screen Actors Guild Awards (SAG), no dia 30 deste mês. Até lá!

Foto do evento Critics' Choice Awards 2016, mostrando Jacob Tremblay discursando ao receber seu prêmio

Veja a lista completa dos ganhadores aqui. (Folha)

Comentários