O que achei de 2015

Cartum ilustrando a saída de 2015 e a chegada de 2016

Um post diferente, um post pessoal, pra variar. Acho que seria legal compartilhar alguns pensamentos sobre o ano que está encerrando hoje. Se não rolar uma receptividade boa, eu paro com isso, rs.

Tivemos um ano bem difícil no país e as perspectivas ainda não são boas para 2016. Praticamente não evoluímos e não conseguiremos fazê-lo enquanto estivermos com essa crise política. Não gosto de discutir política e, ultimamente, tá parecendo briga de torcidas adversárias de futebol (que eu também não gosto), com rótulos e xingamentos de todos os lados. Não entendo porquê tanta negatividade, tanto ódio disseminado, uma vez que todos os brasileiros estão no mesmo barco. Deveríamos estar mais unidos.

Apesar disso, de algumas perdas e limitações que tive, 2015 foi um bom ano para mim. Inaugurou algumas mudanças que eu precisava fazer na minha vida. As mudanças começaram no aspecto profissional, onde tive apoio de algumas pessoas para tentar dar um ‘refresh‘, sair do lugar-comum. O meu desejo foi bem recebido e o meu novo desafio realmente fez me sentir bem comigo mesmo, fez com que eu me sentisse “novo”. Se você estiver se sentindo estagnado e não enxergar muitos horizontes profissionais, tente pensar na possibilidade de “dar uma chacoalhada”. Sim, há muitos riscos, mas aquele velho ditado “quem não arrisca, não petisca” é muito verdadeiro. 2016 será o ano do aspecto pessoal. Na verdade, eu já dei o ‘start‘ no início de 2015, mas os frutos serão colhidos somente no ano que vem, quando eu receber o meu apartamento \o/. Vai ser um ano cheio de desafios, mas estou recebendo muito apoio e sei que será formidável.

Ilustração mostrando a chegada de 2016

E 2015 foi o ano em que o blog nasceu, SIM! Foram 55 posts no blog, contando com este, ao longo de seus 4 meses de existência (iuhuuu!). Isso quer dizer que novos posts eram publicados, aproximadamente, dia sim, dia não. Espero pelo menos manter essa regularidade em 2016, rs. O post mais visitado foi o que falava sobre o OneDrive, provavelmente porque eu compartilhei ele no meu Facebook pessoal (talvez eu compartilhe mais essas coisas nas minhas redes sociais pessoais em 2016). Mas um post que chamou bastante a atenção das pessoas foi o que falava sobre o filme “A Floresta que se Move”. Acredito que seja por conta da falta de notícias e artigos sobre ele (notei isso quando estava preparando a postagem). Em 2016, eu pretendo continuar postando e melhorando cada vez mais o blog, então continue visitando!

Eu nem lembro o que eu coloquei como meta para mim neste ano que termina hoje. Mas vou registrar aqui a minha meta para 2016: pretendo mobiliar toda a cozinha/área de serviço e a sala do meu apê, rs. Ano que vem, vamos ver se dará certo. Enfim, espero que 2016 seja um ano, sobretudo, de mais tolerância.