O que achei do single “Hello”, de Adele

Capa do single 'Hello', de Adele

Praticamente 4 anos depois de seu último álbum, Adele ressurge impactando toda a indústria musical, mais uma vez. Já havia uma certa especulação sobre o sucessor de “21”, mas Adele conseguiu fazer com que todas as atenções fossem novamente direcionadas para ela. No dia 18 deste mês, sem aviso algum, um trecho do novo single (aproximadamente 30 segundos) foi apresentado durante um intervalo comercial do programa “The X Factor” no Reino Unido. Instantaneamente, a cantora subiu para os trending topics das redes sociais e os fãs ficaram em polvorosa. No dia 22, a cantora postou uma carta nas redes sociais confirmando os lançamentos do álbum “25” para o dia 20 de novembro e do single “Hello” para o dia seguinte à postagem.

Na carta, Adele explicou que, enquanto “21” era um álbum sobre término, o novo álbum será sobre recuperação, renovação, autoconhecimento: “25 é sobre descobrir a pessoa que eu me tornei sem perceber”. Por exemplo, o trecho de “Hello” apresentado no intervalo comercial já denunciava qual era a temática da música: “Alô? Sou eu. Estava me perguntando se, depois de todos esses anos, você gostaria de se encontrar comigo”. Na letra, Adele liga para um ex na tentativa de pacificar as coisas entre eles: “Dizem que o tempo cura as mágoas, mas as minhas ainda não foram muito curadas”.

Foto de Adele em um estúdio da BBC Radio 1

A canção foi escrita pela cantora em parceria com Greg Kurstin (compositor e produtor de Lily Allen, Sia, Katy Perry, dentre outras) e é uma balada que se inicia tímida (como é de se esperar, pela temática da música), mas cresce no seu refrão, mostrando que Adele continua com uma voz espetacular. É até difícil comparar, porque não se parece com “Rolling In the Deep” e nem tanto com “Someone Like You”; posso afirmar que, diferente destas, “Hello” não me cativou totalmente de cara. Mas após algumas poucas audições, a música me conquistou, principalmente pela letra.

Inclusive, acredito que muitas pessoas poderão se identificar com a letra, seja no papel de quem liga ou no papel de quem recebe a ligação. Isso, aliado a uma boa produção e à voz de Adele, fizeram com que o single fosse ouvido mais de 9 milhões de vezes no Spotify e atingisse o topo das paradas do iTunes em 102 países, de acordo com a revista NME. O clipe da música, lançado no mesmo dia, tem a direção de Xavier Dolan, e foi assistido mais de 27 milhões de vezes em apenas 24h, batendo o recorde de Taylor Swift (“Bad Blood”).

Estou ansioso para ouvir o resto do álbum. Enquanto isso, vamos ouvir “Hello” no repeat!

NOTA: 9 / 10

>

Comentários

2 comentários sobre “O que achei do single “Hello”, de Adele”

Deixe uma resposta