O que achei do primeiro episódio de “American Horror Story: Hotel”

Logo de 'American Horror Story: Hotel'

Acredito que todos já tenham ouvido falar de American Horror Story, mas vou contextualizar mesmo assim. AHS é uma série criada por Ryan Murphy e Brad Falchuk (criador e roteirista de Glee, respectivamente) no formato de antologia, ou seja, cada temporada possui uma história independente e completa. Assim, não há grandes perdas caso um novo espectador decida  começar a ver a 4a temporada (existem algumas referências e coisas em comum em todas as temporadas). A nova temporada de AHS é a quinta e estreou na última quinta-feira, simultaneamente nos EUA e no Brasil (assim como Scream Queens, também de Ryan Murphy) pelo canal FX.

A temporada se passa em Los Angeles, no misterioso Hotel Cortez. Não é preciso ir muito longe para perceber que o local é sinistro: o enorme e assustador hall de entrada e uma recepcionista nada amigável. Ao longo dos corredores extensos, o quarto 64 parece estar sempre vago: quem se instala nele, dificilmente reaparece vivo. Ao investigar uma série de assassinatos, um detetive percebe que o Hotel Cortez pode ter as respostas para suas perguntas. Basicamente, foi isso que se pôde inferir do primeiro episódio.

Foto de cena com Sarah Paulson na série 'American Horror Story: Hotel'

A série conta com as atuações de Kathy Bates como a recepcionista, Sarah Paulson (presente em todas as temporadas da série), Wes Bentley como o detetive, Matt Bomer, Denis O’Hare e Lady Gaga. Há muita expectativa em torno da temporada, por ser a primeira sem a presença forte de Jessica Lange, e pela presença de Lady Gaga em um dos papéis principais. Logo no primeiro episódio, Matt Bomer e Lady Gaga participam de uma orgia que termina em sangue: eles estão interpretando vampiros. Ainda não é possível julgar a interpretação de Gaga, mas espero que ela não fique eternamente blasé. Sarah Paulson está passando muito bem a imagem psicótica e perturbada de sua personagem e Denis O’Hare interpreta um funcionário travesti (seria transexual? Não dá pra saber ainda) que também pode ter bastante potencial; quero ver como eles vão evoluir.

O primeiro episódio nos apresenta o hotel e já demonstra o quão bizarras as coisas podem ser (a seqüência do estupro é realmente perturbadora). Também jogou diversos mistérios que deverão ser desvendados ao longo dos episódios, como de costume. Eu fiquei com a sensação de estar vendo um bom filme de terror e achei que o episódio fluiu bem. Espero que Ryan não invente de fazer gracinhas pra agradar os fãs de Gaga. Vamos acompanhar (mas não vou ficar acordado até meia-noite não, vou gravar e ver no dia seguinte hehe).

NOTA: 8,5 / 10

Foto promocional de Lady Gaga para a série 'American Horror Story: Hotel

Comentários

3 comentários sobre “O que achei do primeiro episódio de “American Horror Story: Hotel””

Deixe uma resposta